Procurador é filmado agredindo menino de 15 anos na Bahia

Browse By

Procurador é filmado agredindo menino de 15 anos na Bahia

Procurador é filmado agredindo menino de 15 anos na Bahia (BA). As cenas foram registradas pelas câmeras de segurança do condomínio residencial em uma área nobre de Salvador, capital do estado.

A cena lamentável começou dentro da quadra de futebol do condomínio, onde dois adolescentes, sendo um de 15 anos e outro de 11 iniciaram uma discussão, e o bate-boca se tornou um verdadeiro “fuzuê”.

O garoto de 11 anos, é filho do procurador-assistente da Procuradoria-Geral da Bahia, José Augusto Martins Júnior.

Nas imagens, reveladas pelo Fantástico, da Rede Globo, José agride um dos garotos, com tapas, empurrões e até mesmo aperta o pescoço do adolescente de 15 anos.

O caso foi encaminhado à delegacia pela mãe dos adolescentes, tendo como provas as imagens da câmera de segurança do condomínio e de celular que também filmou as agressões.

Clique Aqui e Veja o Que eu Descobri na Sessão de Ontem Acerca da Participação Popular na criação de leis do município de Periquito.

Como funciona os debates acerca dos Projetos de Lei a serem aprovados em Periquito
Instituto Cenibra aposta em parcerias para promover o desenvolvimento social e econômico no leste de Minas
Com apoio da CENIBRA Projeto Encontro Marcado com Fernando Sabino chega a Periquito
Bombeiros percebem movimentação de rejeito em Barragem de Brumadinho
ANM coloca em consulta pública proposta de acabar com barragens como a de Brumadinho
Procurador Geral de Justiça afirma que tragédia de Brumadinho não foi obra da natureza
Juiz afirma que funcionários da Vale poderiam ter evitado maior parte das mortes

Como funciona os debates acerca dos Projetos de Lei a serem aprovados em Periquito
Instituto Cenibra aposta em parcerias para promover o desenvolvimento social e econômico no leste de Minas
Com apoio da CENIBRA Projeto Encontro Marcado com Fernando Sabino chega a Periquito
Bombeiros percebem movimentação de rejeito em Barragem de Brumadinho
ANM coloca em consulta pública proposta de acabar com barragens como a de Brumadinho
Procurador Geral de Justiça afirma que tragédia de Brumadinho não foi obra da natureza
Juiz afirma que funcionários da Vale poderiam ter evitado maior parte das mortes