Moro diz que novo decreto de armas 'restringe' flexibilização de uso de armas

Browse By

Moro diz que novo decreto de armas ‘restringe’ flexibilização de uso de armas

O ministro da Justiça Sérgio Moro diz que novo decreto de armas ‘restringe’ flexibilização de uso de armas.

Moro disse nesta quarta-feira (22) que as alterações promovidas no texto sobre o decreto sobre armas e munições contemplou às críticas feitas por muito ao texto anterior, e “restringe um pouco” a flexibilização concedida pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Moro deu as declarações na manhã de hoje, em entrevista à Rádio Bandeirantes.

Moro aproveitou para relembrar que a flexibilização da posse de armas foi uma das promessas de campanhas do presidente Bolsonaro, nas eleições do ano passado.

“Esse decreto que foi publicado hoje, de certa maneira, ele atende algumas das críticas que foram formuladas em relação a esse decreto de duas semanas atrás” declarou o ministro da Justiça.

“Ele [decreto], vamos dizer assim, restringe um pouco aquela flexibilização. Houve uma crítica de que talvez houvesse ali alguns excessos e o Planalto foi sensível a essa crítica” disse.

Ao ser questionado sobre a possibilidade da compra de fuzis, Moro disse que isso caberá ao Exército tratar do tema.

“Isso vai ser uma competência do comando do Exército que vai realizar essa classificação. Sobre o tipo de armamento que as pessoas podem adquirir ou não dependendo das categorias” declarou.

Clique Aqui e Veja o Que eu Descobri na Sessão de Ontem Acerca da Participação Popular na criação de leis do município de Periquito.

Como funciona os debates acerca dos Projetos de Lei a serem aprovados em Periquito
Instituto Cenibra aposta em parcerias para promover o desenvolvimento social e econômico no leste de Minas
Com apoio da CENIBRA Projeto Encontro Marcado com Fernando Sabino chega a Periquito
Bombeiros percebem movimentação de rejeito em Barragem de Brumadinho
ANM coloca em consulta pública proposta de acabar com barragens como a de Brumadinho
Procurador Geral de Justiça afirma que tragédia de Brumadinho não foi obra da natureza
Juiz afirma que funcionários da Vale poderiam ter evitado maior parte das mortes

Como funciona os debates acerca dos Projetos de Lei a serem aprovados em Periquito
Instituto Cenibra aposta em parcerias para promover o desenvolvimento social e econômico no leste de Minas
Com apoio da CENIBRA Projeto Encontro Marcado com Fernando Sabino chega a Periquito
Bombeiros percebem movimentação de rejeito em Barragem de Brumadinho
ANM coloca em consulta pública proposta de acabar com barragens como a de Brumadinho
Procurador Geral de Justiça afirma que tragédia de Brumadinho não foi obra da natureza
Juiz afirma que funcionários da Vale poderiam ter evitado maior parte das mortes