OAS admite pagamento de propinas a Fernando Pimentel - PEN

Browse By

OAS admite pagamento de propinas a Fernando Pimentel

OAS admite pagamento de propinas a Fernando Pimentel, Jaques Wagner, Eduardo Cunha, e Edison Lobão.

De acordo com o relatório obtido por O Globo, nesta quarta-feira (27), a empreiteira admitiu ter pago propinas ao ex-ministro do governo Dilma e ex-governador, Fernando Pimentel e outros mais.

A empreiteira teria distribuído, em 2010 a 2014, cerca de R$125 milhões em propinas e repasses de caixa 2 a pelo menis 21 políticos de 8 partidos.

A notícia foi revelada por 8 ex-funcionários da construtora, em um rol de 127 depoimentos em delação cujo foi homologada, no ano passado, pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Com um relatório de 73 páginas da Procuradoria-Geral da República (PGR), a publicação contém informações sobre campanhas financiadas irregularmente, obras superfaturadas para alimentar o caixa clandestino da empreiteira, método do funcionamento do esquema e nomes dos políticos e beneficiados.

Entretanto, o esquema ilegal da construtora envolveria o superfaturamento de grandes obras além de empreendimentos no interior.

A arena do Grêmio é citada em uma dos empreendimento superfaturados.

OAS admite pagamento de propinas a Fernando PimentelOAS admite pagamento de propinas a Fernando Pimentel
OAS admite pagamento de propinas a Fernando Pimentel

Clique Aqui e Veja o Que eu Descobri na Sessão de Ontem Acerca da Participação Popular na criação de leis do município de Periquito.

Como funciona os debates acerca dos Projetos de Lei a serem aprovados em Periquito
Instituto Cenibra aposta em parcerias para promover o desenvolvimento social e econômico no leste de Minas
Com apoio da CENIBRA Projeto Encontro Marcado com Fernando Sabino chega a Periquito
Bombeiros percebem movimentação de rejeito em Barragem de Brumadinho
ANM coloca em consulta pública proposta de acabar com barragens como a de Brumadinho
Procurador Geral de Justiça afirma que tragédia de Brumadinho não foi obra da natureza
Juiz afirma que funcionários da Vale poderiam ter evitado maior parte das mortes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O Conteúdo Deste Site é Protegido!!