Browse By

Governador do Rio diz que está “estancando a sangria” do estado

Wilson Witzel (PSC), Governador do Rio, diz que está “estancando a sangria” do estado em entrevista à Band, e transmitida na manhã desta segunda-feira (27).

Segundo Witzel, o governo tem “todas as possibilidades” para enfrentar a crise fiscal. Ele afirmou que a expectativa é positiva sobre a produção do pré-sal, e estima que os royalties com o petróleo deve atingir R$ 20 bilhões ainda neste ano. O que levaria o Estado a uma situação de conforto.

“O Rio de Janeiro estava, realmente, em estado terminal. Hoje, nós estancamos essa sangria com controle de gastos, com planejamento de gastos do dinheiro público. Nós estamos evoluindo. Sem contratar um policial, melhoramos a qualidade do policiamento” disse.

O governador ainda aproveitou para criticar o modelo de controle fiscal do estado. “Não é um modelo bom, é preciso haver replanejamento do pagamento da dívida” afirmou Witzel.

Clique Aqui e Veja o Que eu Descobri na Sessão de Ontem Acerca da Participação Popular na criação de leis do município de Periquito.

Como funciona os debates acerca dos Projetos de Lei a serem aprovados em Periquito
Instituto Cenibra aposta em parcerias para promover o desenvolvimento social e econômico no leste de Minas
Com apoio da CENIBRA Projeto Encontro Marcado com Fernando Sabino chega a Periquito
Bombeiros percebem movimentação de rejeito em Barragem de Brumadinho
ANM coloca em consulta pública proposta de acabar com barragens como a de Brumadinho
Procurador Geral de Justiça afirma que tragédia de Brumadinho não foi obra da natureza
Juiz afirma que funcionários da Vale poderiam ter evitado maior parte das mortes

Como funciona os debates acerca dos Projetos de Lei a serem aprovados em Periquito
Instituto Cenibra aposta em parcerias para promover o desenvolvimento social e econômico no leste de Minas
Com apoio da CENIBRA Projeto Encontro Marcado com Fernando Sabino chega a Periquito
Bombeiros percebem movimentação de rejeito em Barragem de Brumadinho
ANM coloca em consulta pública proposta de acabar com barragens como a de Brumadinho
Procurador Geral de Justiça afirma que tragédia de Brumadinho não foi obra da natureza
Juiz afirma que funcionários da Vale poderiam ter evitado maior parte das mortes