Presidente da Câmara defende veto a reajustes e "pede sacrifício" a servidores

Browse By

Presidente da Câmara defende veto a reajustes e “pede sacrifício” a servidores

Presidente da Câmara defende veto a reajustes e “pede sacrifício” a servidores.

Nesta quinta-feira (20), o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defendeu a manutenção do veto do presidente Jair Bolsonaro que impedia o reajuste de servidores públicos até 2021.

Com a medida, as despesas da União, estados e municípios podem ter um aumento de R$ 98 bilhões.

O veto 17 foi derrubado pelo Senado na noite desta quarta-feira (19) e seguiu para análise da Câmara.

Ao comentar o texto, Maia afirmou que é preciso manter um equilíbrio fiscal

Entendemos que esse veto… É muito importante a sua manutenção, para que a gente possa dar uma sinalização clara que nós queremos, claro, atender a estados, atender a municípios, atender à sociedade, mas tudo dentro do equilíbrio fiscal – explicou.

Caso a Câmara decida manter o veto, não será possível dar reajustes a nenhuma categoria do serviço público até o final de 2021. Caso ele seja derrubado na Casa, o reajuste poderá ser dado pelas autoridades competentes. Para o presidente da Casa,

– Neste momento de crise, precisamos dar um sinalização clara. Então, a reunião de hoje com os líderes do governo e dos partidos, é da nossa responsabilidade com o país.

Tem partidos da base, independentes, mas todos, desde o governo Temer, têm votado junto, esse caminho do equilíbrio fiscal.

Começamos pela PEC do teto de gastos, [reforma da] Previdência. Se hoje temos taxa de juros baixa, devemos isso ao Congresso – apontou.

Acompanhe todas as notícias sobre o esporte regional no Canal Periquito Esporte e Notícias no Youtube!!!

Visite Nosso Site “Periquito Esporte e Notícias

Presidente da Câmara defende veto a reajustes e “pede sacrifício” a servidores

Entretanto… No entanto… De acordo com o… Ainda de acordo com… Mesmo que… Por outro Lado… Além disso… Mesmo porque… Aliás… Afinal… Ademais… Anteriormente… Assim… contudo… Embora… Enquanto… Então… Entretanto… Outrossim… Pois… Por enquanto… Por enquanto…