Damares Alves diz que Comissão da Anistia 'não fez dever de casa'

Browse By

Damares Alves diz que Comissão da Anistia ‘não fez dever de casa’

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, diz que Comissão da Anistia ‘não fez dever de casa’ nos últimos anos e que se dedicou a outras atividades, e isso teria acarretado numa fila de 11 mil requerimentos em espera de análise.

Uma das ações criticadas pela ministra Damares é a construção do Memorial da Anistia Política do Brasil, que foi construído em Belo Horizonte (BH).

“A Comissão gastou muito tempo com outras atividades e não fez o dever de casa ” disse a ministra durante audiência na Câmara.

Segundo Damares, a obra que teria custo de R$ 5 milhões, ao seu final teve um gasto de R$ 30 milhões como informado ao fim das obras.

“Não sou contra o memorial, sou contra a maneira que a construção desse memorial foi conduzida” afirmou a ministra.

Clique Aqui e Veja o Que eu Descobri na Sessão de Ontem Acerca da Participação Popular na criação de leis do município de Periquito.

Como funciona os debates acerca dos Projetos de Lei a serem aprovados em Periquito
Instituto Cenibra aposta em parcerias para promover o desenvolvimento social e econômico no leste de Minas
Com apoio da CENIBRA Projeto Encontro Marcado com Fernando Sabino chega a Periquito
Bombeiros percebem movimentação de rejeito em Barragem de Brumadinho
ANM coloca em consulta pública proposta de acabar com barragens como a de Brumadinho
Procurador Geral de Justiça afirma que tragédia de Brumadinho não foi obra da natureza
Juiz afirma que funcionários da Vale poderiam ter evitado maior parte das mortes

Como funciona os debates acerca dos Projetos de Lei a serem aprovados em Periquito
Instituto Cenibra aposta em parcerias para promover o desenvolvimento social e econômico no leste de Minas
Com apoio da CENIBRA Projeto Encontro Marcado com Fernando Sabino chega a Periquito
Bombeiros percebem movimentação de rejeito em Barragem de Brumadinho
ANM coloca em consulta pública proposta de acabar com barragens como a de Brumadinho
Procurador Geral de Justiça afirma que tragédia de Brumadinho não foi obra da natureza
Juiz afirma que funcionários da Vale poderiam ter evitado maior parte das mortes