Justiça do Rio determina bloqueio de R$ 195 milhões de Cabral e do grupo de Eike Batista

Browse By

Justiça do Rio determina bloqueio de R$ 195 milhões de Cabral e do grupo de Eike Batista

A Justiça do Rio determina bloqueio de R$ 195 milhões de Cabral e do grupo de Eike Batista, e da ex-primeira-dama Adriana Ancelmo.

A decisão veio da juíza Aline Maria Gomes Massoni da Costa, da 4ª Vara de Fazenda Pública Estadual do Rio, que deferiu a liminar no último domingo (12), para a Procuradoria-Geral do Estado (PGE/RJ) que moveu ação de improbidade administrativa.

A liminar, segunda a PGE é evitar que os réus se desfizessem dos bens, e garantir que os valores sejam devolvidos ao Erário.

O valor de R$ 195 milhões correspondem, no entendimento da PGE/RJ ao triplo do valor que teria sido pago em dois esquemas de corrução, como foi apurado pelo MPF (Ministério Público Federal) na Lava Jato.

A juíza determinou o bloqueio dos bens:

  • Sérgio Cabral, Eike Batista, Flavio Godinho, Wilson Carlos, e a Centennial Asset Mining Fund Llc; RS 198.640.318, 20
  • Sérgio Cabral, Adriana Ancelmo, Eike Batista, Flavio Godinho, e EBX Holding LTDA: 3 milhões

A defesa de Eike batista, em nota disse:

“A referida ação de improbidade é mias uma aberração jurídica sofrida por Eike Batista, especialmente porque tem origem em fatos que comprovadamente não existiram e que com certeza não serão sepultados no julgamento de segunda instância”

Clique Aqui e Veja o Que eu Descobri na Sessão de Ontem Acerca da Participação Popular na criação de leis do município de Periquito.

Como funciona os debates acerca dos Projetos de Lei a serem aprovados em Periquito
Instituto Cenibra aposta em parcerias para promover o desenvolvimento social e econômico no leste de Minas
Com apoio da CENIBRA Projeto Encontro Marcado com Fernando Sabino chega a Periquito
Bombeiros percebem movimentação de rejeito em Barragem de Brumadinho
ANM coloca em consulta pública proposta de acabar com barragens como a de Brumadinho
Procurador Geral de Justiça afirma que tragédia de Brumadinho não foi obra da natureza
Juiz afirma que funcionários da Vale poderiam ter evitado maior parte das mortes

Como funciona os debates acerca dos Projetos de Lei a serem aprovados em Periquito
Instituto Cenibra aposta em parcerias para promover o desenvolvimento social e econômico no leste de Minas
Com apoio da CENIBRA Projeto Encontro Marcado com Fernando Sabino chega a Periquito
Bombeiros percebem movimentação de rejeito em Barragem de Brumadinho
ANM coloca em consulta pública proposta de acabar com barragens como a de Brumadinho
Procurador Geral de Justiça afirma que tragédia de Brumadinho não foi obra da natureza
Juiz afirma que funcionários da Vale poderiam ter evitado maior parte das mortes