Vereador de Ipatinga José Geraldo Andrade foi preso

Browse By

Vereador de Ipatinga José Geraldo Andrade foi preso

O Vereador de Ipatinga José Geraldo Andrade foi preso na manhã desta quinta-feira (14). Andrade é apenas mais um vereador alvo da Operação Dolos que foi preso.

José Geraldo, 63 anos de idade, vereador de Ipatinga, foi preso preventivamente hoje. Outras pessoas podem ser presas ainda hoje no âmbito da operação por mau uso do dinheiro público.

O vereador foi preso às 11h30 da manhã, no Distrito Industrial de Ipatinga, onde é a sede da Distribuidora Andrade, que o vereador é dono.

Ele foi conduzido à sede do GAECO (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), composto pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), e Polícia Civil e Militar.

Também foi apreendido os computadores do gabinete do vereador pela equipe do GAECO.

Andrade é o quarto vereador preso em função das investigações da Operação Dolos, deflagrada no dia 15 de fevereiro, quando o grupo foi a Câmera Municipal cumprir mandados de prisão, busca e apreensão nos gabinetes de quatro vereadores investigados por mau uso de dinheiro público, ao recolher parte dos salários dos assessores.

O primeiro vereador preso na Câmara de Ipatinga foi Luiz Márcio (PTC), depois o assessor parlamentar Ivan Menezes, do gabinete do vereador Paulo Reis (PROSS), também com prisão decreta e foragido, Rogério Antônio Bento, o “Rogerinho” (ex-PSL), entregou-se no dia 18, e Wanderson Gandra (PSC) preso no dia 20.

Todos estão presos na Penitenciária Dênio Moreira de Carvalho em Ipaba.

Clique Aqui e Veja o Que eu Descobri na Sessão de Ontem Acerca da Participação Popular na criação de leis do município de Periquito.

Como funciona os debates acerca dos Projetos de Lei a serem aprovados em Periquito
Instituto Cenibra aposta em parcerias para promover o desenvolvimento social e econômico no leste de Minas
Com apoio da CENIBRA Projeto Encontro Marcado com Fernando Sabino chega a Periquito
Bombeiros percebem movimentação de rejeito em Barragem de Brumadinho
ANM coloca em consulta pública proposta de acabar com barragens como a de Brumadinho
Procurador Geral de Justiça afirma que tragédia de Brumadinho não foi obra da natureza
Juiz afirma que funcionários da Vale poderiam ter evitado maior parte das mortes