Inscrições para cursos e oficinas gratuitos na área cultural em Ipatinga

Browse By

Inscrições para cursos e oficinas gratuitos na área cultural em Ipatinga

Inscrições para cursos e oficinas gratuitos na área cultural em Ipatinga já estão abertas.

Para se inscrever é necessário ser maior de 16 anos, ter responsabilidade de frequentar as aulas, atuar ou ser interessado na área cultural.

Além disso, é necessário ser morador de Ipatinga ou cidades vizinhas. As vagas são limitadas e os selecionados serão notificados por intermédio de e-mails antes das aulas.

Voltada para artistas, educadores, agentes culturais, gestores e demais interessados na área, a ação é desenvolvida pelo observatório da diversidade cultural em parceria com o Centro Cultural Usiminas.

Será apresentado na Oficina “Modos de brincar” práticas lúdicas como fontes para a compreensão das relações entre memória, patrimônio imaterial e diversidade cultural.

No curso de “Mapeamento da Diversidade” os alunos aprenderão a desenvolver o mapeamento da realidade sociocultural local, com exercicíos conceituais e práticos e metodologia para sua identificação, registro e promoção.

Mais informações pelo site ou (31) 99614-7097.

Inscrições para cursos e oficinas gratuitos na área cultural em Ipatinga
Inscrições para cursos e oficinas gratuitos na área cultural em Ipatinga

Clique Aqui e Veja o Que eu Descobri na Sessão de Ontem Acerca da Participação Popular na criação de leis do município de Periquito.

Como funciona os debates acerca dos Projetos de Lei a serem aprovados em Periquito
Instituto Cenibra aposta em parcerias para promover o desenvolvimento social e econômico no leste de Minas
Com apoio da CENIBRA Projeto Encontro Marcado com Fernando Sabino chega a Periquito
Bombeiros percebem movimentação de rejeito em Barragem de Brumadinho
ANM coloca em consulta pública proposta de acabar com barragens como a de Brumadinho
Procurador Geral de Justiça afirma que tragédia de Brumadinho não foi obra da natureza
Juiz afirma que funcionários da Vale poderiam ter evitado maior parte das mortes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *