Industria mineira vê positivamente proposta de 'Nova Previdência'

Browse By

Industria mineira vê positivamente proposta de ‘Nova Previdência’

Industria mineira vê positivamente proposta de Nova Previdência e comemora.

A industria mineira comemora o encaminhamento da “Nova Previdência”, tendo em vista que o desequilíbrio fiscal da União e dos Estados é uma grande ameaça a estabilidade da economia brasileira.

De acordo com a avaliação Federal, o potencial de economia para o setor público é da ordem de R$1,16 trilhão em dez anos, contribuindo assim para retroceder o processo de aumento acelerado da dívida pública.

O presidente da FIEMG, Flávio Roscoé, aponta que a Reforma da Previdência é essencial para garantir retomada do equilíbrio fiscal.

“A previdência é hoje a prioridade do nosso país, nós temos de reforma-la, uma vez que, em breve, não estaríamos em condições de arcar com muitas aposentadorias de brasileiros que trabalharam e contribuíram pra esse sistema”, disse Roscoé.

De acordo com o presidente da FIEMG, caso a Reforma da Previdência não seja aprovada, a nação poderá sofrer com um quadro grave de inadimplência do Governo Federal.

Além disso, terá tendência de aumento de tributos para os trabalhadores e a população.

Industria mineira vê positivamente proposta de 'Nova Previdência'
Industria mineira vê positivamente proposta de ‘Nova Previdência’

Clique Aqui e Veja o Que eu Descobri na Sessão de Ontem Acerca da Participação Popular na criação de leis do município de Periquito.

Como funciona os debates acerca dos Projetos de Lei a serem aprovados em Periquito
Instituto Cenibra aposta em parcerias para promover o desenvolvimento social e econômico no leste de Minas
Com apoio da CENIBRA Projeto Encontro Marcado com Fernando Sabino chega a Periquito
Bombeiros percebem movimentação de rejeito em Barragem de Brumadinho
ANM coloca em consulta pública proposta de acabar com barragens como a de Brumadinho
Procurador Geral de Justiça afirma que tragédia de Brumadinho não foi obra da natureza
Juiz afirma que funcionários da Vale poderiam ter evitado maior parte das mortes