Moradores de Macacos se reúnem para discutir futuro da região e Vale não comparece

Browse By

Moradores de Macacos se reúnem para discutir futuro da região e Vale não comparece

Moradores de Macacos se reúnem para discutir futuro da região e Vale não comparece.

Na noite desta segunda-feira (18), os moradores de São Sebastião das Águas Claras, distrito de Nova Lima, Macacos, se reuniram para discutir futuro da região, porém, nem a prefeitura e nem a Mineradora Vale compareceram.

Cerca de 400 pessoas estiveram no encontro, dentre eles o Ministério Público de MG, representantes da comunidade, Defensoria Pública de Minas Gerais e políticos.

Apesar de convidadas, a Mineradora Vale e a Prefeitura não compareceram a reunião.

A Vale é responsável pela barragem B3/B4 ao qual subiu risco para o nível 2 no fim de semana e obrigou a evacuação de 215 pessoas.

De acordo com o morador do condomínio Arvoredo, Alberto Rocha Torres as autoridades orientaram os moradores:

  • Não confiar no que a Vale fala, porque ela não compareceu para tratar assuntos e futuro da região.
  • Moradores não se dividirem, na busca de evitarem acordos menores.
  • Necessidade de uma auditoria independente, feita por empresa sem qualquer ligação com a mineradora.

Ainda de acordo com Alberto, “houve uma espécie de anuência e todo mundo acha que tem que haver uma ação para cobrar. O clima estava bem pesado e a revolta era enorme”, disse.

Moradores de Macacos se reúnem para discutir futuro da região e Vale não comparece
Moradores de Macacos se reúnem para discutir futuro da região e Vale não comparece

Clique Aqui e Veja o Que eu Descobri na Sessão de Ontem Acerca da Participação Popular na criação de leis do município de Periquito.

Como funciona os debates acerca dos Projetos de Lei a serem aprovados em Periquito
Instituto Cenibra aposta em parcerias para promover o desenvolvimento social e econômico no leste de Minas
Com apoio da CENIBRA Projeto Encontro Marcado com Fernando Sabino chega a Periquito
Bombeiros percebem movimentação de rejeito em Barragem de Brumadinho
ANM coloca em consulta pública proposta de acabar com barragens como a de Brumadinho
Procurador Geral de Justiça afirma que tragédia de Brumadinho não foi obra da natureza
Juiz afirma que funcionários da Vale poderiam ter evitado maior parte das mortes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *